terça-feira, 29 de julho de 2008

Acervo ameaçado!!!



Uma bela biblioteca digital, desenvolvida em software livre, mas que está prestes a ser desativada por falta de acessos. Imaginem um lugar onde você pode gratuitamente: · Ver as grandes pinturas de Leonardo Da Vinci ; · escutar músicas em MP3 de alta qualidade; · Ler obras de Machado de Assis Ou a Divina Comédia; · ter acesso às melhores historinhas infantis e vídeos da TV ESCOLA · e muito mais.... Esse lugar existe!

O Ministério da Educação disponibiliza tudo isso,basta acessar o site:

http://www.dominiopublico.gov.br/

Só de literatura portuguesa são 732 obras!
Estamos em vias de perder tudo isso, pois vão desativar o projeto por desuso, já que o número de acesso é muito pequeno. Vamos tentar reverter esta situação, divulgando e incentivando amigos, parentes e conhecidos, a utilizarem essa fantástica ferramenta de disseminação da cultura e do gosto pela leitura.

Divulgue para o máximo de pessoas!

Vamos aproveitar o que está a nossa disposição e é grátis.Abraços,

quinta-feira, 17 de julho de 2008

Novo pecuarista, hein!

Por que não rastrear a origem do dinheiro para o pagamento da fazenda? Cadê a malha fina da receita féde-ral?

ESTE SIM TEM CAPACIDADE EMPRESARIAL

Acredite se Quiser, o Lulinha - Filho de Lula - Compra Fazenda de R$ 47 milhões. Vocês sabiam que o filho do presidente Lula, que há 05 anos era subempregado do zoológico em São Paulo, há uns meses comprou a fazenda Fortaleza (de porteira fechada), localizada às margens da rodovia Marechal Rondon, município de Valparaíso - SP, de propriedade do Sr. José Carlos Prata Cunha, nada menos que um dos maiores produtores de boi Nelore do Brasil, pela simples bagatela de R$ 47.000.000,00 (quarenta e sete milhões de reais).

E a imprensa, nada divulgou!... Como isso é possível? Nada contra o pecuarista, que aliás é muito conhecido no meio, mas... Onde o Lulinha arrumou esta grana toda? Como ele é inteligente! Quase um novo Bill Gates!!! De uma merreca de salário de apenas R$ 1.500,00, fez 'economias' e chega aos 47 milhões. Igual, só o Bill Gates mesmo... Que façanha! Vamos fazer a nossa parte. Denunciem!!! Obs:. Essa fazenda do Lulinha é a primeira a receber o Certificado de Exportação para Europa. Que coincidência, né!!!


'A solução para combater a corrupção:
informação e, se o povo acordar logo,
CONSCIÊNCIA DE CIDADANIA.'

Assinatura de telefone?

ATENÇÃO!

CANCELAMENTO DA TAXA DE "MANUTENÇÃO" TELEFÔNICA
de: R$ 40,37 (residencial), e;
de: R$ 56,08 (comercial)


É, meu amigo, quando se trata do interesse da população, nada é divulgado.

Ligue 0800-619619. Não digite nada. Espere para falar com uma atendente. Diga que é para votar a favor do cancelamento da taxa de telefone fixo. O Projeto de Lei é o de nº 5476.

Esse tipo de assunto NÃO é veiculado na TV ou no rádio, porque eles não tem interesse e não estão preocupados com isso. Então nós é que temos de correr atrás, afinal quem paga somos nós! O telefone a ser discado (0800-619619, de segunda à sexta-feira das 08:00 h às 20:00h) é da Câmara dos Deputados Federal. Passe para frente esta mensagem para o maior número possível.

-> LIGUE: 0800-619619, todos precisamos divulgar.

Esta lei, uma vez que entrar em vigor, eu, você e todos os outros pagaremos somente pelas ligações efetuadas, acabando com o fardo da assinatura mensal. Este projeto está tramitando na 'COMISSÃO DE DEFESA DO CONSUMIDOR' na Câmara. Quantos mais ligarem, maior a chance. Ao invés de ficar só reclamando, podemos e devemos tomar alguma atitude.

O BRASIL AGRADECE!!!

domingo, 29 de junho de 2008

Olha só a boa nova que recebi por e-mail esses dias...

Comissão da Câmara aprova projeto que inclui ensino de música na educação básica publicado em
26/06/2008
por Iolando Lourenço, da Agência Brasil
Aumentar o texto Diminuir o texto
Foto: Reprodução
A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara dos Deputados aprovou nessa quarta-feira, dia 25, projeto de lei do Senado que altera a Lei de Diretrizes Básicas da Educação. A proposta inclui a música como conteúdo obrigatório na grade curricular dentro do ensino das artes, mas não exclusivo, para a educação básica.

O projeto é de autoria da senadora Roseana Sarney (PMDB-MA) e já foi aprovado pelo Senado. A votação na CCJ foi em caráter conclusivo e, com isso, se não for apresentado recurso para votação em Plenário, o projeto segue à sanção presidencial.

Para o relator da matéria, deputado Leonardo Picciani (PMDB-RJ), a aprovação do projeto é um avanço e vai garantir aos estudantes mais oportunidade e uma melhor formação, além de estimular a descoberta de novos talentos para a música. “A inclusão da música no ensino tem função cultural e artística, além de ajudar no desenvolvimento dos
estudantes.“

Segundo Picciani, a receptividade da proposta vai ser muito grande. “O ensino da música dentro de artes permite aumento da cultura e capacitação dos estudantes,. Além disso, música é alegria”, disse ele. Pelo projeto, as escolas têm até três anos letivos para se adaptar às novas regras.

O projeto também estabelece que a disciplina de música deverá ser ministrada por professores com formação especifica na área.

Outro projeto aprovado hoje pela CCJ garante o direito do trabalhador de se ausentar do serviço, sem desconto no salário, no dia em que realizar exames preventivos de câncer. Como o projeto tramita em caráter conclusivo, segue direto para apreciação do Senado Federal, sem ter que ser votado pelo Plenário da Câmara.